Mesmo em meio à crise da covid-19, a sexta-feira (12), Dia dos Namorados, foi movimentada nas duas maiores cidades do Brasil. Cariocas e paulistanos deixaram de lado o medo do novo coronavírus e foram às ruas em busca de presentes para os parceiros.

Rio de Janeiro e São Paulo começaram a flexibilização do isolamento nesta semana e já vivenciaram uma mudança significativa nos cenários das cidades.

A 25 de março, um dos maiores centros comerciais da capital paulista, estava um pouco mais vazia do que o habitual para um Dia dos Namorados — mas muito movimentada para o país que é o segundo do mundo em número de mortes.

A maioria das pessoas vestia máscaras e o álcool em gel era regra na entrada de todas as lojas.

No Rio de Janeiro, os shoppings também estiveram cheios — mesmo sem a reabertura de todas as lojas. Nas portas, seguranças regulavam a entrada e a temperatura dos consumidores. Apesar de a grande maioria usar máscaras, algumas pessoas abdicaram da proteção .

Em São Paulo a reabertura foi possível porque a taxa de ocupação dos leitos e os registros de novas internações apresentaram quedas. Com o aumento da movimentação no Rio de Janeiro, a prefeitura informou que intensificou a fiscalização em shoppings para garantir o cumprimento das exigências feitas no decreto que viabilizou a flexibilização na cidade.

*Com informações da repórter Camila Yunes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui