SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Emicida, 34, usou seu Twitter para explicar porque não comparecerá ao protesto antirracista previsto para acontecer em São Paulo neste domingo (7). O rapper publicou um vídeo de cerca de sete minutos no qual fala, entre outras coisas, no risco que os manifestantes correm de serem contaminados pelo coronavírus, já que estarão aglomerados e que quem mais sofre com os problemas sociais é a população negra.

“Se vocês derem uma busca, verão que um monte de infectologista e epidemiologista sérios estão chamando isso de genocídio. Aguarda-se um crescimento de 150% [de novos casos] nos próximos dias”, iniciou o rapper. “A irresponsabilidade e irracionalidade de quem tinha que conduzir esse país para um lugar melhor ainda vai matar muita gente”, completou.

O artista salientou também que por mais legítimo que sejam os motivos não vale a pena colocar não só a própria vida em risco, mas também daqueles que se ama e também das comunidades em que muitos desses manifestantes vivem. “Olha para a realidade, está morrendo um brasileiro por minuto e estamos falando só de Covid-19. A tendência é aumentar por conta da irresponsabilidade desse monte de verme”.

Ele destacou ainda que os manifestantes não têm organização suficiente para isso. “Manifestação não é micareta. Quem acha que a estrutura do Brasil vai ser desligada como se fosse um interruptor está viajando na maionese. Precisa de construção, base, projeto, uma coalizão em torno de algo”. Emicida foi além e lançou um questionamento para aqueles que como ele, “estão legitimamente frustrados”: “Qual nosso potencial de organização hoje para barrar infiltrados”?

O rapper destacou que seu “coração estava em frangalhos” por tudo que estava acontecendo no Brasil e fora dele, mas diz que é o momento de agir com a razão. “Não cheguei aqui porque agi na emoção, e não vai ser agora que vou começar a fazer isso, principalmente nesse contexto. Estrategicamente falando, a instabilidade está sendo ajustada para justificar uma pá [várias] de atitude arbitrária. Se a gente entrar na dança dos caras, sabemos quem vai sofrer. Infelizmente não estamos com preparo algum”, lamentou.Quase no fim do vídeo, Emicida mandou um recado diretamente à população negra, que vive na pele o racismo. “A indignação e a insatisfação são legítimas, mas olha o contexto atual e o histórico do país em que você vive. Se olhar esses dois e isso ainda não te disser nada, só lembra da sua cor”, salientou.

O artista concluiu sua argumentação dizendo que a indignação não deve ser ignorada, mas que é o momento de ser inteligente, estratégico e se cuidar. “Tudo que esses vermes querem é uma faísca para rasgar de vez o tecido social dessa p** e justificar uma ruptura agressiva e violenta, que vocês sabem em cima de quem vai primeiro. Infelizmente, não estamos com preparo nenhum, organização nenhuma. Tudo que esse desgoverno quer é isso, você agindo na emoção”, avisou Emicida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui