O garimpo apresentava vestígios de extração ilegal de ouro. Os suspeitos não foram encontrados no local. Garimpo foi construído no Parque Nacional do Juruena, em Mato Grosso
Sema/MT
Uma fiscalização destruiu um garimpo ilegal próximo ao Parque Nacional do Juruena, no município de Nova Bandeirantes. O garimpo apresentava vestígios de extração ilegal de ouro. Os suspeitos não foram encontrados no local.
O parque é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza.
A ação fiscalizatória foi conduzida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente juntamente com o Indea e policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope). O resultado da operação foi divulgado nessa quarta-feira (10).
A degradação ambiental foi constatada com auxílio dos alertas de desmatamento da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal de Mato Grosso, que utiliza a tecnologia de satélite Planet.
Com apoio da aeronave do Exército Brasileiro, a equipe sobrevoou no último domingo (7) o ponto detectado via satélite e constatou a atividade de desmatamento e garimpo ilegais, no entorno do antigo “Garimpo Juruena”.
No dia seguinte, fiscais da Sema e Indea, acompanhados por policiais do Bope, se deslocaram por solo até os locais que foram sobrevoados. No acampamento, os motores estacionários encontrados no local foram destruídos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui