Entra em vigor nesta segunda-feira (15) a nova etapa do plano de reabertura econômica do Estado de São Paulo. Na semana passada, o governo determinou a mudança de fase das regiões de acordo com os indicadores de saúde.

PA Grande São Paulo, Baixada Santista e Registro tiveram melhora nas classificações e passaram da fase vermelha para a laranja. Com isso, elas podem reabrir de forma restrita imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio de rua e shoppings.

São vicente, no litoral sul do estado, é um exemplo. Apesar da reabertura parcial, o prefeito da cidade, Pedro Gouvêa, afirma que é preciso ter cautela e lembra que o isolamento continua.

No entanto, algumas cidades do interior tiveram piora na classificação do governo. Barretos, Ribeirão Preto e Presidente Prudente, por exemplo, voltaram à fase vermelha, a mais restritiva. Bauru também piorou, a cidade passou da fase amarela, que permite a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza, para a laranja, que tem mais restrições.

O prefeito de Bauru, Clodoaldo Gazzetta, afirmou que as cidades da região estão se mobilizando para mostrar que têm condições de dar continuidade à reabertura.

O plano de reabertura econômica do Estado, chamado de plano São Paulo, prevê cinco fases de acordo com o estado epidemiológico de cada cidade. A cor de cada região é determinada pela taxa de ocupação das unidades de terapia intensiva (UTIs) e o total de leitos a cada 100 mil habitantes.

*Com informações do repórter Renan Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui