A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) alertou nesta terça-feira (16) para a expansão do novo coronavírus nas Américas, que se aproxima da marca de 4 milhões de infecções, especialmente devido à situação nos Estados Unidos e no Brasil.

“A epidemia está acelerando na região”, afirmou a diretora da agência, a dominicana Carissa Etienne, em entrevista coletiva.

De acordo com números divulgados hoje pela Organização Mundial de Saúde (OMS), são 3.841.609 casos nas Américas do Sul, Norte e Central, com mais de 200 mil mortes desde o início da pandemia da Covid-19.

Etienne lembrou que 54% de todos os registros de infecção no continente americano vêm dos EUA e apontou para cenários preocupantes nos estados do Texas e Flórida, onde há curvas crescentes de casos e óbitos.

O Brasil, de acordo com a diretora da Opas, acumula 23% de todos os casos e 21% de todas as mortes da Américas. Atualmente, a agência está em alerta com o país, já que não há indícios da desaceleração do contágio, diferente de quase todas as nações latino-americanas.

Além disso, Etienne lamentou o aumento de casos nas regiões fronteiriças de Costa Rica e Nicarágua, assim como de República Dominicana e Haiti, além de todas os limites da Floresta Amazônica. Por isso, pedu o fortalecimento do atendimento à saúde das populações dessas áreas.

*Com informações da Agência EFE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui