Em meio a pandemia da Covid-19, muitas pessoas estão tentando renegociar contratos imobiliários e o despejo é uma preocupação acentuada. Durante este período de calamidade pública há proteção para postegar ações em decorrência do endividamento causado pela crise do coronavírus.

O advogado especializado em direito processual, Vitor Cerri aponta que há um projeto de lei tramitando no Congresso que trata pontualmente deste tema a fim de minimizar os efeitos sobre o setor.

A retomada das atividades dos condomínios também entra no foco das atenções na área imobiliária. O especialista em negócios, Edgar Poschetzky indica que mesmo com o veto do presidente da república, Jair Bolsonaro que impediu amplos poderes aos síndicos para proibir festas na prática nada mudará.

A recomendação é que os síndicos tomem decisões conjuntas, com os conselhos dos condomínios e com um advogados para efetuar a flexibilizar a utilização das áreas comuns.

*Com informações do repórter Daniel Lian

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui