Uma pesquisa do Hemorio mostra que 28% dos fluminenses que doaram sangue nas últimas duas semanas apresentaram anticorpos contra o coronavírus.

Analisados em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, a Uerj, a UFRJ e a Fiocruz, os números mostram um aumento considerável em comparação com as primeiras semanas de abril. Naquele momento, apenas 4% dos doadores tinham anticorpos.

O estudo já coletou informações de 7,3 mil pessoas e continua sendo feito. O objetivo é mapear o índice de infectados e de pessoas com anticorpos no Rio.

“Os doadores de sangue podem ser considerados uma população-sentinela, que nos possibilita acompanhar a curva da doença. Surpreendentemente, um número considerável de doadores já possui anticorpos contra o novo coronavírus, o que pode refletir a realidade da população em geral”, comenta o diretor do Hemorio, Luiz Amorim.

O Rio de Janeiro zerou a fila de leitos para covid nos hospitais, mas ainda sofre com um alto número de mortes a cada dia. Enquanto isso, o Estado e o município afrouxaram as medidas de isolamento social – o que tem feito a população confundir flexibilização com abertura total.

Novos casos

O Estado do Rio registrou neste sábado, 13, 175 novas mortes por covid. Enquanto isso, as praias da capital fluminense ficaram movimentadas – os governos estadual e municipal anunciaram medidas de flexibilização que começaram a valer no início da semana.

Apesar de a permanência na areia estar proibida, cariocas aproveitaram algumas medidas de abertura, como a permissão para realizar atividades físicas no mar, para deturpar os decretos. Agentes da Polícia Militar e da Guarda Municipal tiveram que retirar alguns banhistas.

Além das mortes, o Rio registrou 1.052 novos casos da covid. Ao todo, já são 78,8 mil infectados no Estado; 7.592 deles morreram

*Com informações do Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui