A presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministra Maria Cristina Peduzzi, avalia que o home office, amplamente adotado na pandemia do coronavírus, ainda precisa de regulamentações.

“Um novo mundo, são novas reflexos, sobretudo, novos desafios que se colocam no mundo do trabalho e, em consequência, para a Justiça do Trabalho, como instituição e na sua missão de decidir conflitos.”

A ministra ressalta que o teletrabalho está inserido na reforma trabalhista e disciplinado desde 2016 no Tribunal Superior do Trabalho.

“São questões que precisam ser já, antecipadamente, objeto de nossa preocupação, em especial entre envolvidos: empregado e empregador. Não é porque eu tenho flexibilidade que eu vou deixar de exercer um controle de ter um meio de prova de que não foi superada aquela jornada regular.”

As declarações de Maria Cristina Peduzzi foram feitas durante uma live da Revista Justiça & Cidadania.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui