De acordo com a secretaria, não há casos de adolescentes infectados pelo vírus no sistema socioeducativo em Cuiabá. Por causa disso, acredita-se que os casos dos servidores tenham sido contraído dentro do convívio social ou familiar deles. Centro Socioeducativo de Cuiabá.
Defensoria Pública de Mato Grosso
Quatro servidores foram afastados, até esta segunda-feira (8), das unidades socioeducativas do Complexo Pomeri, em Cuiabá após serem diagnosticados com Covid-19. De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), eles estão sendo monitorados durante a quarentena.
De acordo com a secretaria, não há casos de adolescentes infectados pelo vírus no sistema socioeducativo em Cuiabá. Por causa disso, acredita-se que os casos dos servidores tenham sido contraído dentro do convívio social ou familiar deles.
Em Mato Grosso, há 90 reeducandos em sete unidades socioeducativas, sendo que duas unidades fazem parte do Complexo Pomeri, em Cuiabá.
Por causa da escassez dos testes no sistema único de saúde, a Sesp explica que, atualmente, os exames estão restritos aos pacientes que apresentam sintomas e atendem os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde.
A Secretaria afirma ainda, que qualquer servidor que entrar em contato com algum caso positivo também será imediatamente afastado das atividades e monitorado.
Como medida de prevenção, a Sesp tem realizado o sistema de revezamento entre os servidores, com o objetivo de diminuir o número de pessoas circulando no ambiente de trabalho.
Além disso, os que fazem parte do grupo de risco foram afastados.
Nas unidades, as visitas foram suspensas. Para minimizar o distanciamento dos adolescentes com as famílias, foi dada a possibilidade de visita virtual, através de chamada de vídeo, com o acompanhamento de um servidor.
Além do sistema socioeducativo, há casos de Covid-19 no sistema penitenciário do estado. Até esta segunda-feira (8), foram afastados 14 servidores após diagnostico de Covid-19. Além disso, 28 servidores aguardando exames de confirmação da doença.
Há também cinco presos com suspeita de coronavírus. Até agora, dois presos morreram em decorrência da doença, em Mato Grosso.
Em todo o estado há 48 unidades prisionais, com 11.444 recuperandos.
Mato Grosso já registra mais de 4 mil casos de Covid-19 e 113 mortes, até o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado no último domingo (7).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui