O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, está confiante que não sofrerá impeachment. “Tenho certeza que não serei impichado”, disse na quinta-feira (11). A declaração acontece um dia após da abertura do processo de impeachment contra ele na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

A aprovação do pedido foi aprovada por unanimidade na Casa. Witzel declarou que orientou os próprios deputados aliados a votar favoráveis ao pedido porque, segundo ele, quer provar que não cometeu nenhum desvio ou crime de irregularidade durante a pandemia da Covid-19.

O processo de análise do impeachment, que começa na segunda-feira (15), deve durar cerca de três meses e a admissibilidade será apreciada pela Alerj no segundo semestre. Se afastado, o vice-governador Cláudio Castro assume temporariamente, até que uma Câmara especial, que será formada por cinco parlamentares e cinco desembargadores, decida o destino de Wilson Witzel.

Enquanto continuam os problemas na saúde e na Assembleia, a Covid-19 continua avançando no território fluminense. Ao todo, são 75.775 casos confirmados e 7.363 óbitos pela doença.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui