Universidade informou que Andifes já convocou reitores para uma reunião sobre o assunto. Sindicato dos Trabalhadores da UFMT emitiu uma nota de repúdio à MP. UFMT diz que mudança é discutida
Reprodução/TVCA
A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) informou que a reunião do Colégio Eleitoral Especial da instituição que estava prevista para acontecer na tarde desta quarta-feira (10) foi cancelada, depois da publicação da Medida Provisória 979 de, que permite ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, escolher reitores temporários das universidades federais durante o período de pandemia.
A reunião era para definir a data da eleição.
A MP foi publicada hoje no “Diário Oficial da União” (DOU). A medida já está em vigor, mas o texto precisa ser aprovado pelo Congresso em até 120 dias para não perder a validade.
Com a mudança, ministro da Educação, Abraham Weintraub, escolhe os reitores
Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
A mudança está sendo discutida, segundo nota emitida pela UFMT.
“A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), entidade que congrega os reitores das Universidades Federais brasileiras, já convocou os reitores para uma reunião sobre o tema ainda nesta tarde”, diz trecho da nota.
O Sindicato dos Trabalhadores Técnico Administrativos da UFMT (Sintuf-MT) emitiu uma nota de repúdio à Medida Provisória. “O texto utiliza a pandemia da Covid-19 como forma de ataque gravíssimo à Constituição Federal, e a autonomia universitária na escolha de seus dirigentes”, afirma.
Segundo a entidade, na UFMT a defesa, inicialmente, é pela prorrogação do mandato, mas que o assunto deve ser pautado nos Conselhos da Universidade e discutido pela comunidade acadêmica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui