A idosa foi assassinada no dia 8 de março quando saiu para caminhar no início do dia e desapareceu. O corpo dela foi encontrado sem roupas em um terreno baldio horas depois. Salvina dos Santos Vidal, de 74 anos, foi morta em Lucas do Rio Verde
TV Centro América/Reprodução
O homem acusado de estuprar e matar a idosa Salvina dos Santos Vidal, de 74 anos, que saiu de casa para caminhar em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, em março deste ano, vai a júri popular.
A idosa foi assassinada no dia 8 de março quando saiu para caminhar no início do dia e desapareceu. O corpo dela foi encontrado sem roupas em um terreno baldio horas depois.
Adevanir Ferreira da Silva foi preso por policiais militares e civis no dia 27 de março no Distrito de Santiago do Norte, município de Paranatinga, a 411 km de Cuiabá.
A Justiça de Mato Grosso decidiu mandar Adevanir a júri popular.
Adevanir Ferreira da Silva foi preso em Santiago do Norte, Distrito de Paranatinga
Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria
Ele responde por homicídio qualificado, cometido por motivo fútil, de maneira cruel, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e contra a mulher por razão de gênero, ou seja, feminicídio.
A Justiça decidiu ainda que o réu será julgado pelo crime de estupro. Também foi determinado na mesma decisão que o ele continue preso, mas pode recorrer da decisão.
Salvina é mãe do sargento da Polícia Militar, Juarez Vidal, conhecido por defendera causa animal em Mato Grosso.