FDA divulgou documento nesta segunda-feira e disse que ‘não é mais razoável acreditar que as formulações orais de hidroxicloroquina e de cloroquina podem ser eficazes’. Imagem mostra cloroquina manipulada em laboratório
Dirceu Portugal/Fotoarena/Estadão Conteúdo
A FDA (Food and Drug Administration, em inglês), agência que atua como a Anvisa nos Estados Unidos, revogou a permissão de emergência para o uso da hidroxicloroquina como tratamento para a Covid-19. O órgão americano disse em documento nesta segunda-feira (15) que “não é mais razoável acreditar que as formulações orais de hidroxicloroquina e de cloroquina podem ser eficazes”.
“Nem é razoável acreditar que os fatores conhecidos e os potenciais benefícios desses produtos superem seus riscos conhecidos e potenciais. Por conseguinte, a FDA revoga o uso emergencial de hidroxicloroquina e cloroquina nos EUA para tratar Covid-19”, disse o documento.
A agência explica que tomou a decisão com base em novas informações e em uma reavaliação dos dados disponíveis no momento em que ocorreu a liberação de emergência para pacientes com Covid-19 no país, publicada em 30 de março.
(Em atualização)
Especialistas criticam a nova orientação do Ministério da Saúde para o uso da cloroquina
Initial plugin text

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui