Dados foram divulgados nesta quinta-feira (24) e se referem a janeiro a julho de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019. Até 31 de julho, havia 46.181 pacientes na fila por um órgão. Foto mostra funcionários de hospital
Reprodução/TV Globo
O Brasil registrou uma queda de 37% no número de transplantes realizados entre janeiro e julho de 2020 em comparação ao mesmo período de 2019, anunciou nesta quinta-feira (24) o Ministério da Saúde.
De janeiro a julho de 2019, foram realizados 15.827 transplantes no país; neste ano, no mesmo período, foram 9.952 procedimentos. Até 31 de julho, havia 46.181 pacientes aguardavam um órgão no país. A fila é centralizada por meio do SUS (Sistema Único de Saúde).
O órgão mais transplantado neste ano, assim como no ano passado, foi o rim: foram 2.759 cirurgias em 2020, comparadas a 3.569 no ano passado (queda de cerca de 23%). A maior queda foi nos transplantes de córnea: foram 8.460 em 2019, comparados a 4.163 neste ano (queda de 51%).
Segundo a pasta, não há relatos, até agora, de pacientes que se infectaram com o novo coronavírus (Sars-CoV-2) durante a realização de transplantes.