A mudança foi informada pela diretoria da Polícia Civil e irá valer até o dia 13 de outubro. Ladrão foi levado para a Central de Flagrantes de Várzea Grande
Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria
A Central de Flagrantes de Várzea Grande deixa de atender ocorrências a partir desta terça-feira (22), por causa do alto número de servidores diagnosticados com Covid-19 e baixo efetivo.
A mudança foi informada pela diretoria da Polícia Civil e irá valer até o dia 13 de outubro.
Durante esse período, as ocorrências serão, provisoriamente, atendidas na Central de Flagrantes de Cuiabá ou no Plantão de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e Sexual, de acordo com o fato.
Segundo a Polícia Civil, além do aumento de policiais diagnosticados positivos para o vírus e, consequentemente, de profissionais afastados, há também um expressivo número de servidores que pertencem ao grupo de risco e que, por isso, estão impossibilitados de fazer o trabalho presencial.
Desde o início da pandemia, segundo a Diretoria Metropolitana, foi montada uma escala de reforço com policiais das respectivas delegacias de cada diretoria a fim de suprir o atendimento nas centrais de flagrantes da região metropolitana e mantê-las em funcionamento ininterrupto.