A Operação Verde Brasil 2 foi deflagrada pelo governo federal para ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais direcionadas ao desmatamento ilegal e focos de incêndio na Amazônia Legal. Vice-presidente Hamilton Mourão em Cuiabá
Carlos Renato/TV Centro América
O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, esteve em Cuiabá neste domingo (7) para acompanhar o trabalho da Operação Verde Brasil 2 em Mato Grosso. A operação já resultou na recuperação de R$ 227,5 milhões ao estado.
Na capital, o vice-presidente visitou o Comando Conjunto Barão de Melgaço (CCj BM), no Centro de Operações da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, e participou de uma reunião realizada pelo Estado-Maior, onde o comandante do CCj BM, general de Brigada Reinaldo Salgado Beato apresentou os detalhes e resultados obtidos.
Segundo ele, até o momento foram apreendidos 2.811,703 m³ de madeira, avaliados em R$ 2 milhões; 4.500 m³ de madeira apreendida e ainda sob investigação, no valor de R$ 3,6 milhões; 46 tratores, no valor de R$ 23 milhões; 16 embarcações, avaliadas em R$ 9,6 milhões; 43 caminhões, no valor de R$ 6,5 milhões; 123,5 kg de maconha, valor de R$ 200 mil; 206 kg de pasta base de cocaína, valor de R$ 3 milhões; multas ambientais aplicadas R$ 66 milhões e prejuízo ao infrator R$ 113,6 milhões.
O Comando Conjunto Barão de Melgaço (CCj BM) é amparado pelo Decreto Presidencial Nº 10.341, de 6 de maio 2020, que regula a Operação Verde Brasil 2, deflagrada pelo governo federal para ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais direcionadas ao desmatamento ilegal e focos de incêndio na Amazônia Legal.
O decreto autoriza o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e para ações subsidiárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui