Com mais de 300 policiais afastados, entidade de policiais civis pede atenção do governo no combate à Covid-19. Segundo dados da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, entre 17 de março e 27 de maio, 356 policiais civis foram afastados e seis morreram em decorrência de infecção pelo coronavírus.

A associação alerta que, conforme a doença avança pelo interior de São Paulo, o número de infectados deve aumentar.

O presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, Gustavo Mesquita, pede que o governo estadual amplie a testagem para todos agentes da Segurança Pública.

Desde o início de maio, policiais militares, civis, técnico-científicos, bombeiros e os familiares deles estão sendo testados para Covid-19. Segundo o governo, a intenção é atender 130 mil agentes.

Além de ofícios encaminhados à Secretaria da Segurança Pública, a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo entrou com uma ação na Justiça para cobrar urgência na testagem em massa dos delegados em todo estado. Ainda não há uma decisão judicial a respeito.

*Com informações do repórter Leonardo Martins

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui