Agda Costa fez um post defendendo o isolamento e criticando que faz festa durante a pandemia. Agda Costa, de 34 anos, morreu com suspeita de Covid-19
Facebook/Reprodução
A ex-servidora da Prefeitura de Várzea Grande, Agda Costa, de 34 anos, morreu nesta sexta-feira (12), com sintomas de Covid-19. Ela estava internada na Santa Casa de Cuiabá e na terça-feira (9) fez uma postagem defendendo o isolamento e criticando as pessoas que fazem festas durante a pandemia.
“Quem vai pra porra de baile deveria assinar um termo escrito ‘em caso de contaminação da covid-19, eu, fulana de tal, abro mão do leito no hospital para um pai de família que precisou sair de casa pra trabalhar (…) Se você ama sua família, fique em casa. Isolamento social salva vidas”, dizem trechos extraídos da postagem dela, no Facebook.
Agda estava internada no Hospital São Benedito, em Cuiabá.
Marido postou mensagem lamentando a morte de Agda
Facebook/Reprodução
O marido dela postou uma mensagem nesta sexta-feira lamentando a morte dela. “Hoje perdi um amor para esse maldito vírus. Uma pessoa companheira, sempre que precisávamos ela estava ali para ajudar, para conversar, dar conselhos. E hoje recebi a notícia da sua partida”, diz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui