Segundo especialistas e integrantes de tribunais regionais eleitorais, as diferenças podem ser explicadas por defasagem nas estimativas de população, disputas territoriais, migrações e fraudes. 493 municípios têm mais eleitores do que habitantes no Brasil em 2020
Juliane Souza/G1
Oito cidades de Mato Grosso têm mais eleitores que habitantes. É o que mostra um levantamento do G1 com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), em Mato Grosso, estão cadastrados 2.317.102 eleitores para as votações deste ano em 141 municípios. As eleições estão marcadas para o dia 15 de novembro.
Confira os municípios:
Ponte Branca
Acorizal
Itaúba
Porto Estrela
Araguainha
Novo São Joaquim
Luciara
Araguaiana
No total são 2.142 eleitores a mais nesses municípios. Ponte Branca tem 1.902 eleitores, enquanto que a cidade tem 1.550 habitantes. Já Acorizal tem 5.334 habitantes e 6.184 eleitores. Itaúba e Porto Estrela têm 4.189 e 3.063 eleitores com 3.704 e 2.877 habitantes, respectivamente.
Vista aérea do município de Araguainha (MT), que tem 946 habitantes
Divulgação/Prefeitura de Araguainha
O menor município de Mato Grosso, Araguainha, a 471 km de Cuiabá, tem 1.001 eleitores aptos a votar nas eleições municipais deste ano e é considerado o menor colégio eleitoral do Brasil. São 946 habitantes no município.
Já Novo São Joaquim, Luciara e Araguaiana têm 5.105, 2.095 e 3.119 eleitores, enquanto que os habitantes desses municípios são contabilizados em 4.938, 2.058 e 3.109, respectivamente.
Brasil
O número de cidades brasileiras com mais eleitores que habitantes cresceu 60% desde as últimas eleições, em 2018. Atualmente, são 493 municípios nesta situação.
Segundo especialistas e integrantes de tribunais regionais eleitorais, as diferenças podem ser explicadas por defasagem nas estimativas de população, disputas territoriais, migrações e fraudes.