Um vídeo do circuito das câmaras de segurança das residências do bairro Boa Esperança mostra o momento em que a mulher se aproxima da vegetação para atear fogo. Prefeitura busca identificar mulher que ateou fogo no bairro Boa Esperança
A Prefeitura de Cuiabá apura as imagens de um vídeo que flagrou uma mulher ateando fogo, propositalmente, em área de vegetação no Bairro Boa Esperança, em Cuiabá.
As imagens mostram a mulher se aproximando do terreno com a intenção de colocar fogo no local. Ela ateia fogo de um lado, atravessa a rua e coloca também no outro. Nos dois locais, a vegetação já estava bem seca.
Depois disso, ela vai embora, enquanto o fogo já está ganhando maior proporção.
Como as chamas se aproximam da rua e dos muros das casas, os moradores vão até o local, com baldes, para conter o fogo dos dois lados.
O município tenta identificar a mulher que aparece no vídeo, que foi feito pelo circuito das câmeras de segurança das residências do bairro.
O vídeo foi registrado no dia 13 deste mês, mas só foi publicado nesta segunda-feira (21), quando ainda tinha resquicios do fogo.
Vídeo mostra o momento em que mulher ateia fogo em vegetação em Cuiabá
Reprodução
O secretário municipal de Ordem Pública, Leovaldo Salles, explica que depois de identificada, a mulher que praticou a infração deve ser multada.
“Nesses casos, quando identificamos o causador do incêndio, ele é autuado. Caso não seja encontrado, a notificação será feita ao proprietário do terreno, que é responsável pela manutenção dele”, afirma.
Segundo o coronel, 482 pessoas foram multadas neste ano pela secretaria por provocar queimadas urbanas. Já foram quase R$ 2 milhões em multas.
“Infelizmente, ainda existe uma cultura de que o fogo é um instrumento de limpeza e acontecem casos como o dessa mulher do vídeo”, lamenta.
O valor da multa depende do tamanho do terreno. Se ele tiver até mil metros quadrados, a multa será de R$ 900. Caso seja maior, o valor vai se multiplicando de acordo com a extensão da área.
Queimada urbana é crime durante todo o ano. Para fazer denúncias, o telefone da Defesa Civil do município é (65) 3623- 9633. O cidadão também pode denunciar através do Ciosp, pelo telefone 193.