O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, negou uma falta de crédito na crise e indicou que 80% das novas contratações foram feitas por instituições privadas. Em audiência na Câmara, ele destacou que o processo está em pleno andamento.

Pessoas físicas e empresas reclamam da dificuldade de acesso a financiamentos para amenizar os impactos econômicos. O presidente do Banco Central garantiu que o sistema de crédito não está falindo.

O presidente do Banco Central explicou que a maior parte do crédito foi concedida para empresas maiores ao longo de 2020. Ele exaltou o trabalho das cooperativas na concessão emergencial dos recursos, nesse momento.

Roberto Campos Neto cita o financiamento imobiliário da Caixa que está sendo ampliado, mesmo durante a crise do coronavírus. O presidente do Banco Central ressalta que o aumento do gasto público é necessário, mas as despesas não podem ser infinitas.

*Com informações do repórter Renan Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui