Após o episódio, o desembargador Márcio Vidal disse que todos são seres humanos e pediu para que todos tivessem mais cuidados com o fato de deixarem os microfones abertos. Procurador solta gases durante sessão virtual ao vivo
O procurador de Justiça do estado, Paulo Prado, pediu desculpas depois de soltar gases durante a sessão virtual do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), na quarta-feira (4).
Ele tinha esquecido o microfone ligado enquanto o advogado Bruno Boaventura fazia uma sustentação oral.
Em seguida, o procurador pediu licença ao desembargador Márcio Vidal, que presidia a sessão, para se desculpar.
“Tiveram dois momentos em que me descuidei com o microfone. Se, por acaso, fui deselegante ou causei mal estar, queiram me perdoar, por favor”, disse Paulo Prado.
O desembargador Márcio Vidal então disse que todos são seres humanos e pediu para que todos tivessem mais cuidados com o fato de deixarem os microfones abertos.
A sessão virtual estava sendo transmitida ao vivo, como está acontecendo desde o início da pandemia de coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui