Adriano Silva, que era morador de Cáceres, morreu na última quarta-feira (3), em Cuiabá, com suspeita da doença. No entanto, a confirmação ocorreu nesse domingo. Adriano Silva morreu na última quarta-feira (3)
JL Siqueira/ ALMT
A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) confirmou a morte do ex-reitor na Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e atual presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat), Adriano Silva, de 49 anos, no boletim desse domingo (7).
Adriano, que era morador de Cáceres, morreu na última quarta-feira (3), em Cuiabá, com suspeita da doença. No entanto, a confirmação ocorreu nesse domingo.
Últimas notícias do estado no G1 Mato Grosso.
Conforme o boletim divulgado pela SES-MT, o professor não tinha nenhuma comorbidade que o colocasse no grupo de risco.
Na manhã do dia 3, Adriano disse à equipe de reportagem da Centro América FM que estava com dificuldade para respirar, mas que o estado de saúde era estável.
Apesar disso, ainda na quarta-feira, internado no Hospital São Luiz, em Cáceres, teve uma parada cardíaca e, a pedido da família, foi transferido para um hospital particular de Cuiabá.
Durante a transferência, em UTI aérea, sofreu duas paradas cardíacas e morreu horas depois de chegar na capital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui