Eles são dois importantes artistas plásticos que faleceram neste ano. Obra de arte de Benedito Nunes
Divulgação
A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) lançou nesta quarta-feira (23) as exposições virtuais “Benedito Nunes em 50 obras” e “A Primavera de Adir”, em homenagem aos 50 anos da instituição.
A amostra seria realizada fisicamente, mas devido a pandemia da Covid-19, foi feita virtualmente em uma plataforma criada pela própria Universidade com o objetivo de publicar as amostras culturais e os eventos que seriam feitos durante todo o ano.
Benedito Nunes retratava em suas obras a vida urbana e periférica de Cuiabá
Divulgação
Artista plástico Benedito Nunes
Divulgação
Benedito Nunes era um pintor realista e retratava em suas obras a vida urbana e periférica de Cuiabá. Iniciou sua carreira em 1978 e fez exposições no Museu de Arte e de Cultura Popular (MACP) da UFMT, Museu de Arte de São Paulo (MASP), Museus de Arte Moderna do Rio de Janeiro e de São Paulo.
Obra de Adir Sodré faz parte da exposição
Divulgação
Adir Sodré é natural de Rondonópolis e, quando chegou em Cuiabá, se instalou inicialmente no Ateliê Livre da Fundação Cultural. Foi citada por Frederico Morais, em livro de sua autoria entre as oito mostras mais importantes realizadas no Brasil na década de oitenta. Com apenas 24 anos realizou uma exposição individual no MASP.
Adir Sodré morreu aos 58 anos em Cuiabá
Rai Reis
Ambos são importantes artistas plásticos de Mato Grosso que faleceram nesse ano de 2020. O evento teve início às 20hr e foi inserido na programação do Museu de Arte e de Cultura Popular (MACP) para a 14ª Primavera dos Museus, além de integrar o programa “A importância da Cultura nos 50 anos da UFMT”.
Foram 50 obras apresentadas de cada artista que ficarão na plataforma e podem ser acessadas a qualquer momento. A curadoria foi feita por Amanda Gama e Willian Gama, com coordenação de Thania Arruda e design gráfico de Maurício Mota que possuem um acervo de mais de 200 obras dos artistas.